Legadomoz

 CULTURA DE AUTO-SUFICIÊNCIA

Se tivermos como objectivo a eterna dependência sobre factores externos ou financiamentos por doadores, nada estaremos a fazer no sentido de educar o nosso povo para a auto-dependência e auto-suficiência. Como mencionado no início, é nosso objectivo principal colaborar na eradicação da pobreza no nosso país e educar o nosso povo na acquisição de hábitos de trabalho, hábitos esses que serão incutidos desde a mais tenra infância de forma a serem parte integrante do indivíduo.

Por conseguinte, teremos:
• Um pomar (laranjeiras, papaeiras, limoeiros, mangueiras, maracujá, cajueiros, e outras)
  de plantas enxertadas de preferência;
• Uma machamba dividida em várias secções - hortícolas, tubérculos, milho, amendoim,
  etc.;
• Um aviário (patos, galinhas e outros galináceos), criação de coelhos, cabritos e ovelhas;
• Furos de água e um sistema de irrigação de forma a não sermos dependentes das
  chuvas. Haverá também outros meios de retenção de água das chuvas, como
  construção de cisternas;
• Uma casa de hóspedes para viajantes de poucas posses e outros que necessitem de
  pernoitar por uma ou mais noites;
• Um pavilhão de festas com esplanada para encontros, baptizados, casamentos, etc.,
  onde o nosso grupo musical actuará;
• Uma banda ou grupo musical profissional;
• Poderá haver também vendas de petiscos tradicionais e bebidas caseiras não alcoólicas
  - maracujá, laranja, limão, etc. como outra forma de rendimento;

Os idosos farão bom uso das suas habilidades manuais tais como feitura de artigos de malha, de costura, de cestos e de outras obras de artesanato que serão expostas à venda e lançadas internacionalmente como meios de autonomia financeira.                                                                                                                                          anterior

 

Make a free website with Yola